18 janeiro 2011

Carneiros e Lobos são amantes!


Faz tempo que não escrevo, faz!

Mas hoje fui tomada de fúria e não mais que ela para me inspirar a decorrer a escrita. Estava almoçando na casa dos meus pais, um arroz com feijão abençoado, feitos pela Dona Sebastiana, minha genitora que atende pelo nome de Mãe!

Comíamos ali, tranqüilos afinal uma terça-feira nublada não causava nenhuma aflição. Meu irmão via o programa de esportes que entrou para o intervalo comercial garantindo assim sua permanência na TV.

Enquanto eu comia abobrinha cozida começa um filme de um banco o “Itaú”, eu nem percebo que era de banco até o narrador discursar sobre as novas idéias e visões anti consumistas da empresa.

Eu não acreditei. Não, não podia ser verdade! O mesmo Itaú Unibanco que obteve um lucro líquido de R$ 6,399 bilhões apenas no primeiro semestre do ano passado, dizendo que eles entenderam que o consumismo não leva a lugar nenhum? Tão tirando a arquibancada de otária, não tem como pensar outra coisa!

O resultado absurdo é atribuído, entre outros fatores, à expansão da carteira de crédito. Ou seja, dando mais grana para mais pessoas buscarem seus sonhos (assim é como eles vendem). Endividando o povo, assim é como é, na vida real. 

Com juros malacafentos, o Itaú fechou o ano com um patrimônio estimado de 55 Bilhões de reais. E você pagou seu empréstimo suado de 5 mil reais ( que viraram 8 mil com juros) agradecendo a Deus por poder ter pago em dia! 


O comercial é super clichê, com um texto medonho e pedante, o clímax fica por conta do “nós nos preocupamos com planeta”. Virou moda em filme de banco se preocupar com o planeta, usar a palavra sustentabilidade de slogan!


Agora o banco é amigo, minha gente! 
As instituições financeiras querem o nosso bem, eles se preocupam com o nosso bem, a nossa grana! Cuidam dela muito bem...Bem longe do seu bolso!

- Vamos fornecer folhas de cheque especial em papel reciclado para estes pobres coitados – Eles pensam  - E nós assinamos e ficamos devendo até as camisas suadas de tanto trabalhar para pagar os juros.

Juros. 


Juro que eu não entendo o que se passa na cabeça desta “boa pessoa” que criou a campanha e juro que não entendo como as pessoas aceitam serem chamadas de imbecis em pleno meio dia na rede globo de televisão.

Fazia tempo que não escrevia, contudo uma vontade louca de berrar bateu no peito agora, porque acabei de pagar o cartão de crédito para o meu credor e eles aumentaram meu limite, daí volto para a casa e eles (os bancos) aparecem na televisão dizendo que a solução dos problemas é consumir menos! O que o peão faz?

Lobos em peles de lobos, carneiros e lobos sendo amantes, Mestre dos Magos e o Vingador são a mesma pessoa! Confusão, é isso que eles causam, porque desnorteados nós gastamos ainda mais e não questionamos nada quando estamos entorpecidos e ludibriados!

Cada vez que vejo coisas assim sinto que estou boiando no mundo e a mercê destas instituições que priorizam o capital, mas adoram dar uma de humanitárias, enquanto sugam até o nosso ultimo maldito centavo.

Vou tentar fazer minha parte consumindo cada vez menos e questionando tudo, cada vez mais!








.

3 comentários:

Alexandre disse...

Impressionante Magô como vc é incrível...

Vc desenha, escreve, faz música, oq mais q vc faz? rsrs

Caramba Muié...

Muito gata ainda por cima...

Beijão

Alê

Magô Pool disse...

Hahaaha

Não viaja Alê...rs

Faço um miojo muito bom tb rsrs

Valeu querido...

beijosss

Zé Luiz Sykacz disse...

Ei, moça! Tem alguém em casa?

Pois olha, só pra constar: eu sou um sujeito paciente. Juro. Mas o tal banco que vc citou, adepto de uma visão "diferenciada", “não consumista” (pausa pra gargalhar), me fez chegar ao cúmulo de ter que entrar em contato formalmente pedindo para que eles parassem de me ligar diariamente, fora do horário comercial, oferecendo os serviços de um cartão de crédito "feito especialmente para mim".

De fato, é revoltante.

Mas olha, muito obrigado pela visita lá na minha humilde espelunca. Fico contente que tenha gostado.

Tomei a liberdade de fuçar seus blogs e seu site, e fiquei positivamente impressionado. Além de escrever super bem, ainda é cartunista!! Snif, que emoção...

Eu tenho uma admiração platônica por cartunistas. Sério. Uma das minhas maiores frustrações é não ter o poder de síntese e o traço artístico que vocês tem. Baita injustiça.

Mas enfim, já falei demais, né?

Mais uma vez, obrigado pela visita. Tomarei a liberdade de continuar acompanhando seu trabalho. :P

Beijos.

Zé Luiz

Baú da Magô