26 janeiro 2012

A breve história do Sr. Coelho!


Fazia muito tempo que eu não a via por esses lados...Da última vez que ela veio nesta casa levou alguém muito importante e até hoje as pessoas que moram na casa estão aprendendo a conviver com a ausência. Hoje ela voltou, quase um ano depois. Com seus frios lábios deu seu beijo mortal em um outro habitante do lugar, o Sr. Coelho.

Decidimos não por nome no coelho, pois quando ele chegou achamos que ele era ela e depois da confusão resolvida, não cabia rebatizá-lo, até porquê esse coelho era quase um gangster, tinha uma personalidade forte, comandava a área e botava moral em todos os outros animais da casa. Fez rapidamente uma aliança com a gata, que também era impiedosa com os outros bichos e fazia-se respeitar. Os dois formavam um casal interessante, a gata e o coelho.

Ele era bem bonachão, odiava ficar no cercado, o que ele gostava mesmo era ficar circulando pela casa, checando os ambientes, tomando uma fresca. De vez em quando batia no Caetano, o cachorrinho que apanhava de todos os outros animais, da gata, do coelho e de sua irmã Bethania, uma cadela que é pelo menos três vezes maior que ele, Caetano sem dúvida sofria uma espécie de bullyng animal. O coelho nunca teve medo de nenhum bicho, podia ser maior, podia ser um felino com grandes caninos, mas não, aquele coelho era mesmo durão.

Contudo, não há nada que resista ao doce encanto da morte e nesta manhã de quinta ela veio lhe visitar. Fez uma carícia em seu pêlo que lembra uma pelúcia e deixou-lhe ali esticado, duro, para que eu o encontrasse e soubesse que ela estivera lá novamente...

O Sr. Coelho estava bem trajado, com seu pêlo alinhado e a certeza que foi muito amado. Eu ao resgatá-lo, acabei que por quebrar um dente, daí pensei comigo que pé de coelho não dá sorte e perder os dentes faz parte da vida!



... Vou sentir muito sua falta Sr. Coelho, obrigada por tudo!

Baú da Magô