29 maio 2012

Rir pra não chorar!

Há um mês do meu aniversário onde irei completar meus singelos 29 anos, fui cometida de uma nostalgia sem tamanho e nada mais perfeito para embalar esse período reflexivo de encerramento de um ciclo, com uma boa trilha sonora.

Ontem a noite fiquei ouvindo sambas antigos e vendo como um samba pode te levar do alto do morro para sete palmos do chão. Tem tanta riqueza no verso e tanta honestidade na música que não há como negar a genialidade desses poetas musicais, dentre eles destaco o Angenor de Oliveira, ou mais carinhosamente conhecido como Cartola, que me fez mais que companhia, me inspirou para desenhar!

Lembrei de muita coisa da minha vida, principalmente das conversas com o meu pai, coisas que a gente conversava as miúdas, um papo leve que ia de lá pra cá como se fosse uma dança premeditada. Uma hora a gente discutia sobre a coerência do texto do Machado de Assis em seguida emendava no Brasileirão e ele como corintiano que era tinha eternas lembranças das épocas douradas do Timão. 

Nossa paixão em comum por literatura e música sempre nos rendeu conversas deliciosas. Meu pai adorava ouvir samba antigo. Saudosa maloca era um hino para ele! E quanto saudosismo ficou dessas conversas que tivemos...Tanta lembrança enrustida de lágrima, mas agora são lágrimas de saudade! A dor passa como se fosse uma tempestade, derruba arvores, destrói casas, contudo uma hora ela acaba e resta para quem sobrevive a reconstrução do espaço.

O Cartola assim como o meu pai também deixou saudades, os dois tinham algumas semelhanças e uma delas era a paixão por rosas e por samba, é claro!

E é com ele que hoje eu divido uma arte inspirada no samba que diz: "Deixe-me ir preciso andar, quero sair por aí à procurar...Rir pra não chorar" deixo aqui uma homenagem pro meu velho, que aonde quer que esteja vai curtir muito esse som!




E o mestre Cartola com sua melodia nostálgica e encantadora!
Tentei achar a música que me inspirou que é "Preciso me encontrar", 
mas como não rolou de postar essa colocarei outra tão brilhantemente sonora!
O mundo é um moinho!!!



:)

Um comentário:

Marco (Mark) disse...

Não fiques aflita, meu amor!
Pois teu pai está com você e você é uma artista incrível, ele está orgulhoso da prole que deixou!

sabes que tens em mim um amigo pra sempre e um fã!

Um beijo

Marco

Baú da Magô