14 setembro 2012

Boiando!

E eu continuo aqui...A boiar :)

Desta vez tive ajuda de algumas pessoas que contam suas histórias, ou pequenos fragmentos de conversas alheias que eu fico colecionando...

As vezes eu nem acho que um artista é um artista, no fundo penso que colecionamos fragmentos de nossas memórias, das memórias alheias e fragmentos pra própria vida em si... Um relicário do cotidiano, um quebra-cabeças da rotina...Onde cada dia soma-se um peça com a esperança de que no final a figura montada tenha algum sentido, coisa essa, bem astuta...Na maior parte do tempo nada faz sentido!

Estranho é como algumas perguntas que fazemos destroem a gente, sim as perguntas, porque as respostas muitas vezes são óbvias e aprendendo da pior maneira que cheguei a conclusão de que se não está preparado pra ouvir a resposta, simplesmente não faça a pergunta!

Depois destas lástimas (mas que são parte importante do meu universo caótico) chego com mais duas peças...Duas tiras tiradas do dia-a-dia e das minhas relações sociais, por mais antissocial que eu me considere, sei que no fundo tenho sede por expressão seja direta ou indireta...Foco no emissor!



Tô ouvindo bastante esse cara aqui ó
Fica a sugestão!




Nenhum comentário:

Baú da Magô